segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Narrando Comentários - Episódio XVI

Olá e bom dia a todos!

Estamos de volta com o nosso Narrando Comentários! Para quem não está tão por dentro das postagens semanais do Blog, o Narrando Comentários é uma coluna semanal onde toda Segunda-feira nós tiramos as dúvidas da comunidade de RPG sobre sistemas variados. Se você tem uma dúvida, nós muito provavelmente teremos a resposta!
Você pode usar o campo de pesquisa (na coluna à direita) e pesquisar por um termo da sua dúvida! Mas, se você não a encontrar, você pode usar o campo de Comentários abaixo ou entrar em contato com nossas Redes Sociais Facebook ou Twitter.

Sem mais delongas, vamos as dúvidas!

1 - Encontros de Combate no D&D 5E



Mais ou menos! Para o Nível 1 e com quatro aventureiros, o total de 100XP ou menos em monstros cria um combate de nível fácil. 200 criaria um combate Médio, 300 um combate Difícil e 400 um combate Mortal. Portanto, sim, 4 Goblins no Nível 1 se traduzem em um desafio Mortal.
Muito por conta disso, alguns Mestres permite que os jogadores criem seus personagens no Nível 2 ou superior, pois sabem que qualquer crítico encaixado ou algo que dá terrivelmente errado é capaz de matar seus jogadores com certa tranquilidade.
E lembrando: O XP ajustado é diferente do XP cedido aos jogadores. O XP ajustado serve para que você tenha noção antecipada da real dificuldade do combate, e só isso. A soma de XP das criaturas é que contam para a distribuição de XP.

2 - Uma bela cagada, literalmente...



Na minha opinião, de duas formas:
1º: O Druida narraria a cagada. A ação foi realizada pelo seu personagem. O mestre só narraria a cena se o Druida não se sentisse confortável para narrar (o que é totalmente plausível).
2º: Hora da Aventura RPG (você pode ler nosso Review aqui) nos ensina uma grande lição "Apenas role os dados quando a falha na rolagem trará consequências para a ação". Você ou o Druida querem que o Pombo cague no ombro do Ladino? Narra a cena e segue em frente. Não há motivo para realizar uma rolagem para isso.

3 - Magia Aura de Vida



O sentido da magia Aura de Vida é justamente esse: Evitar que magias que possam vir a reduzir o máximo de seus Pontos de Vida funcionem, como a Magia Doença Plena ou o efeito de 4º Nível de Exaustão. Não, ela não funciona com a Palavra de Poder: Matar: Isso porque a magia não tem relação com seus pontos de vida máximos. Ela diz: Se seu alvo tiver menos de 100 pontos de vida, ele morre.

4 - Bestas conjuradoras de habilidades


Correção: Ele quis dizer transformado em Besta.

Sim, você pode usar as habilidades, já que o livro diz que você mantém as características de Classe e Raça quando se transforma, mas você precisa verificar se a criatura no qual você se transformou pode fazê-lo por conta das restrições (mãos, pés, forma do corpo, etc). O único impedimento é conjurar magias, embora as magias que precisem de Concentração que foram conjuradas antes da transformação permanecem em funcionamento.

5 - Mago de Batalha?



Sim, você pode conjurar magias usando uma armadura completa, portanto que você tenha proficiência nela.
Os Clérigos da Vida fazem isso o tempo todo.

6 - Manobra de Agarrar



É simples! Primeiro, a criatura que você quer agarrar não pode ter mais de uma categoria de tamanho acima de você. Ou seja, se você for uma Criatura Média, você só poderá agarrar, no máximo, uma criatura Grande.
Para fazer o movimento de Agarrar, você substitui uma de suas ações de ataque. Você realiza um Teste Resistido de Atletismo x Atletismo ou Acrobacia do seu alvo. Se você teve sucesso no teste, você o agarrou.
Para escapar do agarrão, o alvo agarrado deverá utilizar sua ação para tentar fazer isso. Novamente, se faz o mesmo teste resistido de Atletismo x Atletismo ou Acrobacia. 
E, quando você agarra o alvo, você pode movê-la junto com você. Dessa forma, o seu deslocamento cai pela metade. Mas, se a criatura for duas categorias menor que você, você pode utilizar todo o seu deslocamento.
Para finalizar, para soltar a criatura, você não gasta nenhuma ação.

7 - Invocação do Mal



Você pode ter Invocações Mística à partir do 2º Nível. A Tabela O Bruxo demonstra o número de Invocações que você pode ter por nível. Note que algumas dessas Invocações possuem pré-requisitos, seja Nível ou tipo de Pacto: Você só poderá escolhê-la caso esse pré-requisito seja cumprido. Você pode ler também nosso artigo sobre Magias de Bruxo.

8 - Ataques de Monge



Algumas habilidades exigem alguns gatilhos para serem utilizadas. Por exemplo, para você usar sua Ação Bônus para atacar com a arma de sua mão inábil, você precisa ter usado sua Ação para atacar, e, só assim você poderá usar a Ação Bônus para atacar novamente.
O Gatilho é: Atacar com uma arma leve -> Ação Bônus para atacar com a arma leve da mão inábil habilitado.

Com a Arte Marcial do Monge é a mesma coisa: Você precisa ter usado sua ação para realizar uma Ação de Ataque usando uma Arma de Monge ou um Ataque Desarmado, e assim habilitar a Ação Bônus com um Ataque Desarmado.
Muitas das habilidades do Monge do Caminho dos Quatro Elementos exigem uma Ação para ser conjurada. Sendo assim, você não estará realizando uma Ação de Ataque usando uma Arma de Monge ou desarmado, logo, não poderá utilizar sua Ação Bônus para aplicar mais um Ataque Desarmado.

____

Por hoje é só pessoal!
Esperamos que vocês tenham curtido as dicas de hoje. Na próxima segunda há mais Narrando Comentários. E lembrando que no Blog Joga o D20, temos postagens quase todos os dias, então não esqueça de curtir nossas páginas no Facebook e no Twitter.

Até logo!

Links Úteis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados

Promoção de livros de terror e Game of Thrones!

Olá e boa tarde, fãs do RPG! Tudo certo com vocês? Como vocês já sabem, toda terça a gente costuma vasculhar a internet em busca das ...

Postagem mais visitada